Curiosidades

8.000 A.C. - Nativos americanos do Missouri deixam evidências de antigos restos de sapatos.
3.300 A.C. - O "homem do gelo" encontrado nos Alpes Franceses calçava um par de sapatos primitivos feito com grama.
3.000 A.C. - Murais egípcios mostrando sapatos e sapateiros nas paredes de um templo.
100 D.C. - Escravos gregos são distinguidos de cidadãos livres por seus pés, deliberadamente, descalços.
200 D.C. - O Imperador romano Aurelius proclama que somente ele e seus sucessores poderiam calçar sandálias vermelhas.

Século XIV
Cavaleiros medievais adotam sapatos de bico comprido, chamados "crackows", com comprimentos de até 60 centímetros. Leis da época ditavam qual o comprimento era permitido.

Início do século XV
O salto alto é inventado, possivelmente pelo grande inventor Leonardo da Vinci.

Meados do século XV
Sapatos "plataforma" de até 76 cm (!!!) se transformam na última moda no sul da Europa.

Início do século XVI
Cadarços aparecem como acessórios da última moda em sapatos.

Meados do século XVII
Luiz XIV, um homem baixo, começa todo um novo movimento em sapatos "plataforma". Alguns com 13 cm de altura e decorados com miniaturas de cenas de batalhas.

Meados do século XVIII
É inventada a linha de produção de sapatos. Trabalhadores podem agora se concentrar em tarefas específicas ao invés de se concentrar no sapato por inteiro.

Final do século XVIII
A primeira fábrica de sapatos aparece, apesar de demorar outros 100 anos antes que as fábricas substituam o tradicional "sapato feito à mão". A primeira sapataria de varejo é aberta em Boston.

Início do século XIX
Sapatos planos e sandálias gregas se tornam populares.

Meados do século XIX
Os primeiros Tênis, chamados "plimsolls", são inventados. Elias Howe inventa a máquina de costura.

Final do século XIX
A fivela se transforma em item essencial de todo acessório do guarda-roupa feminimo e sapatos altos com fivela se tornam a última moda.

Século XX
Períodos de reviravolta são muito freqüentemente um profundo catalizador de mudanças sociais, o que por sua vez é um catalizador para grandes mudanças na moda. Isto realmente se aplica à década de 1910.
Com o advento da primeira guerra mundial, os homens foram mandados para as frentes de batalhas e as mulheres ocuparam as fábricas. Devido à escassez causada pela guerra, às saias começaram a encurtar para economizar tecido e então os sapatos começaram a ficar expostos e por este motivo começou-se uma revolução nos modelos.

No início das mudanças, os sapatos masculinos e femininos se pareciam muito e quando a primeira guerra mundial teve fim. Os interesses mudaram e também a moda mudou muito. Iniciou-se um trabalho de valorização dos detalhes e os sapatos começaram a ter mais estilo.

A década de 20 trouxe muitas inovações. O mundo começava a se reestruturar após a guerra e com o início da produção em massa e a criação de materiais sintéticos, houve grandes avanços na moda.

Os anos 30 valorizaram a exibição do corpo. Mulheres usavam com mais e mais freqüência meias-calças e os sapatos acompanhavam uma tendência mais sex-appeal.

Nos início dos anos 40, não houve muita inovação e com o advento da segunda grande guerra mundial, o couro se tornou escasso e em alguns casos seu uso foi proibido e somente deveriam ser utilizados para fins militares. Com o fim da guerra, tudo começou a voltar ao normal.

Década de 50, com o fim da guerra, as pessoas voltaram a valorizar a moda. Várias mudanças de estilo tomaram conta do mercado e foram criados os estilos mais diversificados possíveis.

Na década de 60, a juventude ditava a moda. Muitos modelos foram criados voltados para a praticidade e para o conforto dos pés. Os modelos mais clássicos nunca perderam seu lugar, porém a praticidade era um ponto crucial na criação de novos calçados.

A década de 70 foi uma década sem maiores mudanças. A indústria cinematográfica era a que mais influenciava a moda e era hábito as pessoas consumirem sapatos que foram estrelas em filmes famosos da época.

Nas décadas de 80 e 90 o mercado de sintéticos cresceu e o estilo "linha de produção" foi assimilado pela grande maioria das pessoas, porém, uma boa parte delas se manteve fiel ao requisito qualidade e estilo e optou por manter a tradição de um bom calçado que seja durável e tenha estilo.
Seja como for, o sapato foi e sempre será um item imprescindível e deve ser escolhido pela sua beleza, praticidade e conforto e que, sempre que possível, seja de boa qualidade...

Afinal seus pés merecem, pois são eles que te carregam!